Conceg recebe presidente e diretores da Enel em reunião e confraternização

O Conselho de Consumidores de Energia Elétrica (Conceg) realizou a primeira reunião de trabalho de 2020 e, também, a confraternização de final de ano que não pôde ser realizada no mês de dezembro e foi adiada agora para o mês de janeiro, aproveitando a agenda do presidente da Enel Distribuição Goiás, José Salas, que participou como convidado do encontro, realizado na Casa da Indústria, em Goiânia, na quarta-feira, dia 22/01.

Diretores e técnicos da concessionária também estiveram presentes, além do empresário Sílvio Oliveira, da BRG Geradores e o vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg), André Rocha, que participou do almoço festivo representando o presidente da entidade anfitriã, Sandro Mabel.

O presidente do Conceg, Wilson de Oliveira, conduziu a reunião e, ao fazer a abertura dos trabalhos, ele ressaltou a importância da parceria entre o Conselho e a Enel. Conforme ressaltou, é preciso unir esforços para que a concessionária possa ultrapassar os desafios, fazer os investimentos necessários e, com isso, corresponder aos anseios das classes consumidoras.

Em seguida, o presidente da Enel Goiás, José Salas, fez uma ampla e detalhada apresentação, trazendo dados sobre os investimentos realizados no ano passado e as projeções de investimentos para este ano. Segundo ele, a empresa, desde que chegou em Goiás, vem investindo na casa de R$ 800 a R$ 900 milhões/ano e, agora em 2020, os investimentos devem chegar à casa de R$ 1,1 bilhão.

José Salas destacou que um dos pilares de atuação da Enel é a segurança do trabalho e que os resultados obtidos em 2019 nesta área foram bastante satisfatórios. Ele também falou sobre a parceria que a concessionária está fazendo com o Senai, visando o aperfeiçoamento de mão-de-obra, sobretudo, de eletricistas. Essa demanda, inclusive, foi objeto de um questionamento feito na reunião pelo vice-presidente do Conceg, o conselheiro José Divino Arruda.

Em sua apresentação, o presidente da Enel registrou que a empresa já concluiu 14 novas subestações de energia; 28 subestações estão em construção e uma está em fase de finalização. José Salas também destacou vários investimentos na modernização do sistema e o aparelhamento na parte de manutenção que, hoje, conta com o suporte de 06 helicópteros para atendimento em localidades mais distantes.

Para 2020, segundo José Salas, a Enel estará investindo maciçamente em manutenção, com a aquisição de 2 mil unidades de telecontroles; 2 mil unidades de monitores de ramais; 04 subestações móveis; 1.211 quilômetros quadrados de interconexões e redes alimentadoras.

Desde o início de suas operações em Goiás, a Enel gerou 1.868 empregos diretos e deve gerar cerca de 1.500 empregos diretos em 2020. Ainda para este ano, a concessionária tem em seu planejamento a implantação do Centro de Treinamento Avançado, visando a melhor capacitação dos seus colaboradores.

Demandas

Ainda durante a reunião, os conselheiros Félix Afonso Fleury Curado, Rogério de Campos Borges e Paulo Roberto da Silva Júnior, representantes das classes Rural, Comercial e Poder Público, respectivamente, contribuíram com o debate apresentando várias demandas dos segmentos representados.

O presidente Wilson de Oliveira e os conselheiros defenderam, no encontro, um trabalho de comunicação mais abrangente e eficiente para que as pessoas tenham conhecimento da realidade, as dificuldades e, principalmente, o que está sendo feito.

Ao final da reunião, houve também uma apresentação do Diretor Comercial da Enel, Gabriel Maluly, enfatizando as ações e investimentos para o atendimento aos clientes e políticas de aproximação da concessionária com a população. O Ouvidor da Enel, Daniel de Oliveira, apresentou o Projeto Ouvidoria 2020 que, segundo ele, tem como foco melhorar a experiência do cliente que busca atendimento através da Ouvidoria.

Durante o almoço de confraternização, o vice-presidente da Fieg, André Rocha, que foi presidente da antiga companhia de energia de Goiás, a Celg, falou da importância de reconhecer o trabalho da Enel e de reforçar as parcerias para que os investimentos possam chegar na ponta, ou seja, no consumo, o mais rápido, ajudando com isso o desenvolvimento do Estado de Goiás.

“Foi uma reunião altamente produtiva”, ressaltou o presidente do Conceg, Wilson de Oliveira, agradecendo a presença e a participação ativa dos conselheiros e suplentes presentes. Ele também agradeceu o presidente da Enel, José Salas, seus diretores e colaboradores pela abertura ao diálogo e parceria com o Conselho e, ainda, ao empresário Sílvio de Oliveira, que realiza um trabalho importante no setor, através de sua indústria de grupo geradores.