CONCEG retoma reuniões e reforçará busca de demandas dos consumidores

O Conselho de Consumidores de Energia Elétrica do Estado de Goiás (CONCEG) realizou na quinta-feira, 19/02, a primeira reunião ordinária de 2021. Por meio de videoconferência, os conselheiros discutiram ações a serem encaminhadas com o objetivo de fortalecer, cada vez mais, a busca de atendimento das demandas das classes representadas pela entidade.

Na abertura da reunião, o presidente do CONCEG, Wilson de Oliveira, salientou que em 2020, apesar da pandemia e a restrição de reuniões presenciais, o Conselho, ainda assim, conseguiu dar encaminhamento a uma série de demandas dos consumidores através da Ouvidoria e outros setores da Enel Distribuição Goiás.

O encontro virtual teve também as participações dos conselheiros Félix Afonso Fleury Curado e Leonardo Machado (representantes da classe rural); Rogério de Campos Borges (representante da classe comercial); Paulo Roberto da Silva Junior (representante do Poder Público), Aderson Xavier de Andrade, Ouvidor da Enel e secretário executivo do Conselho; André Luiz Rodrigues Santana (também da Ouvidoria e secretário executivo suplente) e Sarah Fagundes Teodoro (colaboradora da Enel na área de Ouvidoria e secretária auxiliar do CONCEG).

Estratégia de trabalho

Na reunião, o presidente e os conselheiros deliberaram sobre uma estratégia de trabalho para os próximos meses, que consiste na elaboração de uma pauta de reuniões com o quadro técnico da concessionária, para que os conselheiros possam apresentar as principais demandas trazidas para a entidade nas suas respectivas representações e, de outra parte, a empresa poderá apresentar o trabalho que vem sendo feito e, ao mesmo tempo, encaminhar aquelas demandas mais pontuais,

As demandas maiores, conforme ficou acertado, deverão compor uma agenda de reuniões a serem realizadas com os presidentes das federações e demais representações das classes, com a direção da Enel Goiás. Os conselheiros apontam que seria interessante uma reunião com o presidente José Salas, ao menos duas vezes no ano, a fim de tratar dos assuntos de maior relevância.

Tratativas

De acordo com Aderson Xavier, as tratativas serão feitas para que as reuniões, tanto com os técnicos, quanto com a direção da companhia sejam viabilizadas. As datas serão oportunamente estabelecidas.

Além disso, o presidente Wilson de Oliveira também destacou a necessidade de o Conselho também trabalhar de forma mais articulada com a classe política, no acompanhamento das demandas que sejam favoráveis aos consumidores no âmbito legislativo.

Os conselheiros da área rural, Félix Curado e Leonardo Machado expuseram durante a reunião, uma série de demandas apresentadas a eles pelos produtores e em reuniões, apontando que houve muitas reclamações na região da Estrada de Ferro, sobretudo, no Município de Orizona.

O presidente Wilson de Oliveira disse que deu encaminhamento a demandas da representação da classe residencial, na região de Terezópolis.

Demandas

O conselheiro Rogério Borges disse que a Fecomércio tem muitas demandas a serem discutidas e ressaltou que, no setor comercial, a exemplo do que ocorre também no segmento residencial, há um problema muito recorrente que é a dificuldade na comprovação de queima de aparelhos por descargas elétricas, para posterior ressarcimento, conforme previsão legal.

Segundo ele, esse é um dos assuntos que, inclusive, poderão compor a agenda do CONCEG com a Enel e também as federações.

De acordo com André Luiz, as demandas já repassadas serão encaminhadas para os setores competentes da companhia. Ele ressaltou que a companhia tem realizado investimentos importantes em todas as regiões do Estado, como recentemente as subestações em Rio Verde e Goiânia.

Ao final da reunião o presidente Wilson de Oliveira e os conselheiros Félix Curado, Rogério Borges e Paulo Roberto, agradeceram o empenho que que equipe da Enel representada no Conselho, tem feito para buscar a soluções de problemas às demandas apresentadas.

Texto e edição: Claudius Brito
Mídia Um Comunicação