Consumo de energia elétrica registra avanço no País, aponta EPE

O consumo nacional de eletricidade foi de 40.156 GWh em junho de 2021, segundo levantamento setorial realizado pela Empresa de Pesquisa Energética- EPE. Esse resultado, conforme demonstrado, é o maior para o mês de toda a série histórica, desde 2004. O bom resultado foi alavancado pelo efeito base baixa, levando a taxa do mês a registrar elevação de 12,5% em relação a junho de 2020.

Segundo a pesquisa, destacaram-se as classes industrial e comercial, com taxas expressivas de crescimento, que continuam sob influência do efeito base baixa (do clima/calor).

O consumo acumulado em 12 meses totalizou 493.463 GWh, elevação de 4,6% comparada ao período anterior.

Dois dígitos

Todas as regiões geográficas do Brasil apresentaram expansão de dois dígitos no consumo de energia elétrica em junho: Norte (+13,1%), Sul (+12,7%), Centro-Oeste (+12,5%), Sudeste (+12,4%) e Nordeste (+12,2%).

A indústria (+19,4%), que em junho de 2020 ainda vivia o impacto da pandemia da COVID-19, teve sua taxa de crescimento alavancada pelo efeito base, mas o bom desempenho também contribuiu para o resultado, com o maior consumo para o mês de junho desde 2014.

A classe comercial (+19%) anotou a maior taxa de crescimento do consumo de energia elétrica desde o início da pandemia da COVID-19 no Brasil. Apesar do bom desempenho da classe, o consumo comercial ainda é menor do que no mês de junho de 2019.

A classe residencial (+4,9%) apresentou aumento da taxa de consumo no mês de junho comparado ao mesmo mês de 2020. O Centro-Oeste (+15,8%) foi a região do país que mais se destacou no aumento da taxa de consumo de energia elétrica do setor residencial. A grave seca que assola grande parte da região contribuiu para o resultado. Assim como, o efeito base alta, pois em junho de 2020, o Centro-Oeste sofria medidas mais restritivas para conter o avanço da pandemia da COVID-19, fazendo com que aumentasse o tempo de permanência da população nas residências.

(Com informações da Empresa de Pesquisa Energética- EPE)

Saiba mais sobre o CONCEG- https://concelg.com.br