Eficiência energética: Enel troca mais de 2 mil lâmpadas em hospital de Anápolis

A Enel Distribuição Goiás entregou obra de eficiência energética no Hospital Evangélico Goiano (HEG), em Anápolis. A companhia investiu cerca de R$ 150 mil na troca de mais de 2,1 mil lâmpadas e luminárias antigas por outras de LED, que são mais econômicas, eficientes e duram até 10 vezes mais que as lâmpadas comuns. 

 De acordo com o responsável por Sustentabilidade da Enel Distribuição Goiás, Adriano Faria, o projeto garantirá economia na conta de energia do hospital.

“A previsão é de aproximadamente 90 MWh/ ano, que seria suficiente, por exemplo, para abastecer cerca de 50 residências por um ano. Em reais, isso representa uma economia na conta de luz de R$ 28 mil anualmente”, explica. 

Ainda segundo Adriano, além da economia, o hospital também ganhará em qualidade, pois as lâmpadas de LED iluminam mais do que as convencionais, além de durarem mais.  

Somente nos três primeiros meses deste ano a Enel Distribuição Goiás entregou obras de eficiência energética em outras duas instituições de saúde do Estado – Hospital Araújo Jorge, em Goiânia, e Hospital do Câncer de Rio Verde -, que somaram cerca de R$ 2,2 milhões em investimentos e vão beneficiar milhares de pessoas.

Chamada pública

Projeto executado no Hospital Araújo Jorge, em Goiânia

O projeto de eficiência energética do HEG foi selecionado em chamada pública para financiamento de projetos com foco no consumo eficiente de energia elétrica. Desde 2017, quando a Enel assumiu a distribuição de energia em Goiás, já foram investidos R$ 63,8 milhões em 38 projetos, que além de troca de lâmpadas prevê substituição de aparelhos de ar-condicionado e instalação de usinas fotovoltaicas, entre outras iniciativas.

Os projetos são financiados com recursos do Programa de Eficiência Energética (PEE), da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Somente em 2020, na Enel Distribuição Goiás, os projetos proporcionaram uma economia no consumo de energia estimada em 10.457 MWh/ano, o que seria suficiente para abastecer 4.357 mil residências com um consumo mensal de 200 kWh por mês. 

Além dos benefícios econômicos, os projetos de eficiência energética têm um impacto positivo ao meio ambiente. Ao promover o consumo sustentável e eficiente de energia, evitam a emissão de mais de 645 toneladas por ano de gás carbônico (CO2), um dos principais responsáveis pelo aquecimento global. Para efeito de comparação, esse volume equivale ao plantio de 4.355 árvores por ano. (Com informações da Assessoria da Enel Goiás)